Liberar acessos aos serviços como SPED, Receita Federal, Prefeituras traz riscos à segurança de sua rede?

O principal problema no momento é que muitas aplicações proprietárias, legadas e de terceiros não podem trabalhar com firewalls ou serviços de proxy, forçando com que as Empresas deixem brechas em sua infraestrutura para habilitar o acesso de usuários a serviços legítimos.

Exemplos disso tudo não faltam no Brasil: SPED (ECD, EFD, NF-E, NFS-E,CT-E), Aplicações da Receita federal, websites de prefeituras, etc.  E existem as aplicações legadas que não foram arquitetadas e escritas com as preocupações de segurança atuais. Muitas empresas ou deixam abertas portas nos firewalls para os serviços consumidos ou adquirem acessos a internet de provedores para uso de algumas estações de trabalho sem qualquer segurança obrigando a criar uma rede à parte da rede corporativa.

Uma das formas de se resolver esta situação, com segurança e controle, é o uso do servidor proxy SOCKS e o SOCKS Client instalado nas estações de trabalho dos usuários. Os principais fabricantes de firewalls e proxy  disponibilizam o serviço SOCKS em seus equipamentos/aplicações. Mas não disponibilizam um Client para uso corporativo. Muitos destes fabricantes como BlueCoat e Cisco indicam o OpenText SOCKS Client  para uso com suas soluções.

O OpenText SOCKS Client provê uma solução simples para isto através de uma engine baseada em regras que permite aos administradores especificar qual tráfego de aplicação deve ser protegido.  Fazendo isso, eles efetivamente habilitam o tráfego correto ganhar acesso para hosts além dos firewalls ou servidores Proxy através do redirecionamento de conexões dos Hosts externos para o Servidor Socks que valida ou rejeita a conexão.

Esta simplicidade traz o benefício de não haver necessidades de alterações nos códigos das aplicações empresariais.

O OpenText SOCKS Client foi desenhado para usuários domésticos, empresariais e desenvolvedores de aplicações e pode ser utilizado com a plataforma Windows 32 e 64-bit.

Tendo mencionado isso, foi desenhado com o usuário corporativo em mente e é disponibilizado com uma interface simples para uso que habilita configurações baseadas em regras que podem ser customizadas de acordo com as necessidades específicas de cada empresa.

Preocupações das empresas em relação ao balanceamento de carga no servidor SOCKS são tratadas habiltando o SOCKS Client para selecionar randomicamente um dos servidores SOCKS listados durante a configuração inicial, garantindo a segurança no evento de falha de um dos servidores.

O OpenText SOCKS Client é pronto para ser implantado de forma centralizada para as estações de trabalho e tem muitas funcionalidades que facilitam seu uso incluindo:

– Instalação numa rede existente sem a necessidade da empresa realizar alterações nas suas aplicações

– Função de fail over que garante a segurança em caso de falha do servidor central

–  Assegura que as cargas para os servidores SOCKS são distribuídas uniformemente

– Controle de Acesso por Aplicação, Nome do Host destino ou endereço IP, e range de portas

– Funciona como firewall pessoal  baseado no SOCKS  para plataformas Windows  32 e 64-bit

–  Aumento da segurança com a resolução DNS (e resolução reversa) permitindo a identificação de endereços possíveis de ameaças

–  Instalação centralizada e gerenciada via pacotes MSI

–  Sistema de suporte ao cliente

Também é comercializado na versão OEM permitindo que desenvolvedores  implementem o SOCKS cliente em qualquer aplicação existente ou em desenvolvimento reduzindo a necessidade da quantidade de códigos modificados ou novos ao mesmo tempo que mantém as práticas atuais de workflow.

Quer saber mais e testar o Socks Client? Preencha com seus dados e entraremos em contato.